quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Boa Notícia!



A palavra Evangelho significa boa nova e a esta boa notícia é que
Deus Se reconciliou conosco através do Seu Filho Único Senhor Jesus Cristo.


A cauterização do ouvido humano em nossos dias veio pelas muitas molestações das religiões com suas verborragias, com seus blá, blá, blás intermináveis dizendo que Deus exige de nós isso ou aquilo.

É a religião quem diz que precisamos seguir determinados rituais, freqüentar determinados locais sagrados ao menos uma vez na semana, virar um bicho alienado, andar de forma engessada e esquisita, nos vestir de forma brega, mudar nossa maneira de nos expressarmos para uma fala que só os do gueto entende, trocarmos nossos amigos, nossos hábitos, jogar fora e extirpar da nossa vida tudo o que gostamos, parar de freqüentar os lugares que vivemos, enfim, exige que a gente seja outra pessoa, irreconhecível até por nós mesmos.

Todo este ensino religioso, lida só com a embalagem, não se trata de nada da essência que o Evangelho anuncia.

No Evangelho a revolução é por dentro, é no coração dos Homens que habitam demônios realmente perigosos e horripilantes, não nos templos de mamon (riquezas).

O Evangelho transforma o Homem em ser humano segundo a imagem do seu criador, é o Evangelho que ensina a acolher o diferente, aceita-lo e amá-lo apesar de qualquer coisa. É só pelo Evangelho que olhamos para o outro como ser humano e não como parte de grupos, sejam religiosos ou classes de pessoas marginalizadas ou não.

Por isso a proposta de Jesus não é religiosa, não é no intelecto que reside à força do Evangelho, por isso a teologia é inútil, porque ela só pensa a respeito dos conceitos dados por Deus, mas não pratica, não põe na vida, não absorve, não vive, é apenas filosofia, exercício mental e transforma gente de carne em gente de mármore, duros e gelados pela insensibilidade da ortodoxia farisaica.

Em Jesus andamos em vida e em paz, jamais em morte e em guerra, não perseguimos nenhum grupo tido por samaritano, que são os desprezados, os homossexuais, os adúlteros, os divorciados, os deficientes, os pobres, os negros, os índios, os das religiões não cristãs.

No Evangelho somos chamados a servir uns aos outros e este servir é a TODOS e NÃO somente aos IGUAIS da confraria religiosa, a máfia eclesial, mas em especial aos perseguidos, aos maltratados, aos necessitados e AOS DIFERENTES.

Quem não convive com os diferentes jamais poderá entrar no Reino dos céus, visto que virão pessoas de norte a sul, de leste a oeste e “tomarão lugares à mesa com Abraão, Isaque e Jacó”, enquanto os filhos mais velhos da parábola do “filho pródigo” ficarão de fora.

Então, não se preocupe com performances e com aparentar ser de Jesus, tão somente creia no Evangelho, seja gente boa de Deus na vida, acolhendo, amparando, não julgando pessoas segundo a aparência, sendo misericordioso, perdoando, amando, servindo, enfim, sendo sal que dá sabor e luz que dissipa a escuridão.

Graça, paz, sabedoria, saúde e fidelidade a Jesus.

FONTE: Cláudio Nunes Horácio - blog susto de amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário